• (21) 2290 5886 / 2209 1950
  • (11) 4305 7900 / (11) 2369 5871
  • Seg - Sex | 8h às 17:30h

Entenda a importância da prevenção de incêndio

por nexos
prevenção de incêndio

Os efeitos causados por incêndios podem ser muito graves e, em alguns casos, até fatais. Além disso, o meio ambiente também sofre grandes danos. Não faltam exemplos de matas consumidas pelo fogo, que expulsaram os animais de seu habitat e destruíram muitos exemplares da flora. Nas cidades, um dos mais famosos exemplos é o do Edifício Joelma, no centro de São Paulo, ocorrido em 1974. Outro exemplo mais recente é o da Boate Kiss, no Rio Grande do Sul, em 2013.

A sabedoria popular já aponta: “prevenir é melhor que remediar”. Por isso, todo estabelecimento deve zelar pela segurança dos usuários adotando sistemas de prevenção e combate a incêndios.

Veja a importância da prevenção de incêndio, com a leitura de nosso post!

Impeça danos à linha de produção

Uma indústria pode sofrer consequências terríveis se for vitimada por um incêndio. Os trabalhos do dia a dia certamente serão prejudicados, atrapalhando o ritmo de produção. Mesmo que seja um incêndio de pequeno porte, os funcionários deverão evacuar o local de trabalho, será preciso controlar e apagar as chamas e será necessária uma análise técnica das condições de segurança.

A não interrupção da linha de produção é fundamental para a manutenção do negócio e a fim de garantir o melhor desempenho. A prevenção de incêndio requer o cumprimento de todas as normas regulamentadoras que tratam do assunto e da legislação pertinente.

Evite perdas do patrimônio

Apesar de muitas regras obrigatórias, a empresa deve investir em segurança preventiva para evitar que seu patrimônio seja danificado em parte ou até completamente perdido.

Um incêndio pode destruir máquinas cujo preço seja muito elevado. Pode comprometer toda a edificação, inclusive. Vale dizer que a manutenção regular das máquinas é uma forma de evitar sinistros, já que muitas podem ser focos de incêndio.

Produtos inflamáveis, fáceis de entrar em combustão, devem ficar em lugares protegidos.

Cuide da segurança dos funcionários

A prevenção de incêndio também é fundamental para garantir aos colaboradores um ambiente de trabalho seguro. Além disso, a empresa pode responder processos judiciais diante de acidentes graves, incluindo mortes e invalidez.

Será feita uma ou mais perícias para saber se houve negligência da parte da empresa em relação aos mecanismos de segurança. Os resultados podem ser: acusações pesadas, penalidades na forma de multas e até prisões e o fechamento do negócio.

Por isso, é necessário que o ambiente de trabalho conte com Equipamentos de Proteção Coletiva (EPCs), Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e um sistema de prevenção de incêndio bem planejado, com extintores, chuveiros automáticos, hidrantes e mangotinhos, saídas de emergência sinalizadas, detectores de fumaça e outros dispositivos.

Também é importante educar os próprios funcionários sobre práticas salutares, que evitem os riscos de um sinistro, como o manuseio inadequado de determinadas máquinas e o ato de fumar próximo a produtos inflamáveis.

Fique alerta: a prevenção de incêndio também evita multas e interdições

Quando as empresas não tomam as medidas preventivas necessárias contra incêndios ficam sujeitas a multas e outras penalidades, como a interdição da empresa.

Alguns estabelecimentos, como as indústrias, são obrigados a seguir a Norma Regulamentadora 23 (NR 23).

Ainda há outras normas e leis do Estado e do Município que tratam do tema. É preciso seguir todas. Por isso, os treinamentos e cursos ajudam a esclarecer gestores e funcionários. Mantendo-os, dessa forma, a par da legislação e das atualizações pelas quais ela passa.

O Corpo de Bombeiros é um fiscalizador que procurar garantir a segurança. Mas toda empresa deve seguir também o que diz o Ministério do Trabalho para não expor os funcionários ao perigo.

Outra obrigação para algumas empresas é a formação de brigadas internas que estejam aptas a impedir a propagação das chamas. Os próprios trabalhadores da empresa são treinados para o desenvolvimento dessas atividades.

Descuidar da prevenção de incêndio é um ato de negligência que pode custar muito caro à empresa!